Consumo nos lares brasileiros tem alta de 1,2% em janeiro, mas cesta de produtos registra queda de 22% em relação a dezembro.

O consumo nos lares brasileiros apresentou um aumento de 1,2% em janeiro deste ano em relação ao mesmo período de 2023, de acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras). No entanto, em comparação com dezembro do ano passado, houve uma queda significativa de 22%.

O vice-presidente da Abras, Marcio Milan, explicou que essa redução é comum no início do ano, devido ao pagamento de impostos e despesas com educação. Ele ressaltou que a expectativa é de uma retomada no consumo nos próximos meses, com a aproximação da Páscoa e a diminuição do comprometimento da renda das famílias.

A Abras prevê um aumento no consumo doméstico ao longo do ano, com uma estimativa de fechamento com crescimento de 2,5%. A cesta de produtos da associação, composta por 35 itens considerados de largo consumo, teve um preço médio de R$ 732,69 em janeiro. Esse valor representou uma redução de 2,9% em comparação a janeiro de 2023, mas uma variação positiva de 1,4% em relação ao último mês do ano anterior.

Com esses indicadores, a tendência é de que o comércio varejista brasileiro tenha um desempenho satisfatório ao longo de 2024, impulsionado pelo aumento do consumo das famílias. A queda no preço da cesta de produtos da Abras em janeiro sugere uma possível melhora no poder de compra dos consumidores, o que pode estimular ainda mais a demanda nos próximos meses.

Em resumo, apesar da queda pontual em dezembro, a perspectiva é de um cenário otimista para o consumo doméstico no Brasil ao longo deste ano. Com a chegada de datas sazonais importantes, como a Páscoa, o comércio varejista deve se beneficiar do aumento da demanda por produtos e impulsionar a economia do país.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo